Ácidos Graxos, de cadeia muito longa, soro

Outros nomes:

ACIDO FITANICO

ADRENOLEUCODISTROFIA

DOENCA DE REFSUM

FITANICO, ACIDO

GRAXOS DE CADEIA MUITO LONGA, ACIDOS

PAINEL PEROXISSOMAL

PEROXISSOMAL, PAINEL

Ácidos graxos de cadeia muito longa

Orientações necessárias

- O cliente não deve ingerir bebida alcoólica nas 24 horas anteriores ao exame. - É necessário trazer documento de identidade (RG).

Processamento e adequação da amostra

- Aguardar por 30 minutos e, imediatamente; - centrifugar a 2739 g por 10 minutos a 18 ºC; - Aliquotar 1 mL de soro em tubo de alíquota padrão (vacuette); - Enviar refrigerada. Estabilidade da amostra: Temperatura ambiente: não aceitável; Refrigerada (2-8ºC): 15 dias; Congelado: 92 dias.

Método

- Cromatografia gasosa/espectrometria de massa (GC/MS).

Valor de referência

- Ácidos graxos insaturados de cadeia muito longa: C 22:0 - inferior ou igual a 96,3 uMol/L C 24:0 - inferior ou igual a 91,4 uMol/L C 26:0 - inferior ou igual a 1,30 uMol/L razão C 24:0 / C 22:0 - inferior ou igual a 1,39 razão C 26:0 / C 24:0 - inferior ou igual a 0,023 - Ácido pristânico: 0 - 4 meses - inferior ou igual a 0,60 uMol/L 5 - 8 meses - inferior ou igual a 0,84 uMol/L 9 - 12 meses - inferior ou igual a 0,77 uMol/L 13 - 24 meses - inferior ou igual a 1,47 uMol/L > 24 meses - inferior ou igual a 2,98 uMol/L. - Ácido fitânico: 0 - 4 meses - inferior ou igual a 5,28 uMol/L. 5 - 8 meses - inferior ou igual a 5,70 uMol/L. 9 - 12 meses - inferior ou igual a 4,40 uMol/L. 13 - 24 meses - inferior ou igual a 8,62 uMol/L. > 24 meses - inferior ou igual a 9,88 uMol/L. - Razão ácido pristânico/fitânico: 0 - 4 meses - inferior ou igual a 0,35. 5 - 8 meses - inferior ou igual a 0,28. 9 - 12 meses - inferior ou igual a 0,23. 13 - 24 meses - inferior ou igual a 0,24. > 24 meses - inferior ou igual a 0,39.

Interpretação e comentários

- A determinação dos níveis plasmáticos de ácidos graxos de cadeia muito longa e dos ácidos pristânico e fitânico é útil para o diagnóstico de doenças em que há defeito na função do peroxissomo. Essas doenças são geneticamente determinadas e tão heterogêneas quanto sua expressão clínica. Entre elas, temos: -- defeitos da biogênese do peroxissomo - que incluem a doença de Zellweger, a adrenoleucodistrofia neonatal e a doença de Refsum neonatal - de herança autossômica recessiva, que se caracterizam por múltiplas falhas da função peroxissomal e se manifestam precocemente com hipotonia, retardo grave do desenvolvimento neuropsicomotor, dismorfismo facial, perda auditiva e visual e alteração da função hepática e renal; -- adrenoleucodistrofia (ALD) e sua variante, a adrenomieloneuropatia, que tem herança recessiva ligada ao cromossomo X, é a mais freqüente das doenças peroxissomais e decorre de deficiência em proteína da membrana peroxissomal envolvida em transporte de ácidos graxos. A ALD caracteriza-se por graus variáveis de insuficiência adrenal associados à desmielinização do SNC, de instalação na infância e caráter progressivo. Já a adrenomieloneuropatia cursa com mais lentidão e começa mais tardiamente, causando neuropatia periférica e paraparesia espástica; -- doença de Refsum, de herança autossômica recessiva, caracterizada por ataxia, ictiose e retinite pigmentar. A afecção se apresenta com níveis elevados de ácido fitânico e é passível de ser tratada com restrição dietética dessa substância.

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (21) 2266-8989

Preços e Pagamento Particular

A Clínica Felippe Mattoso oferece parcelamento em até 10x sem juros (parcela mínima de R$ 50,00).

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: 

(21) 2266-8989