Amônia, plasma

Outros nomes:

AMONEMIA NH3

Amônia no plasma

NH4

Orientações necessárias

- Amostras não colhidas no Fleury podem ser enviadas até 24 horas após a coleta se estiverem congeladas. - O Fleury não faz este exame em soro ou plasma hemolisado.

Processamento e adequação da amostra

- Centrifugar, imediatamente, por 10 minutos 2200 g a 4ºC; - Separar o plasma em tubo plástico vacutainer, congelar imediatamente e enviar congelado para a seção técnica; - Volume ideal de plasma: 1 mL, volume mínimo 0,5 mL; - Recusar amostras com hemólise acentuada. UNIDADE BRASÍLIA: - Aliquotar 1 mL de plasma, enviar congelado até 24 horas após a coleta.

Método

- Enzimático.

Valor de referência

Mulheres: 11 a 51 micromol/L Homens: 16 a 60 micromol/L

Interpretação e comentários

- Este exame tem utilidade na investigação de alguns erros inatos do metabolismo e em hepatopatias. - A amônia é produzida pelos rins e por bactérias intestinais após a degradação de aminoácidos e de outros compostos aminados, sendo rapidamente absorvida pelo intestino e transformada, no fígado, em uréia, em um ciclo que envolve seis diferentes enzimas (ciclo da uréia). Por se tratar de uma substância potencialmente tóxica para o sistema nervoso central, o acúmulo de amônia causa encefalopatia, com distúrbio da consciência e coma. Seus níveis podem estar elevados em doenças que provoquem insuficiência hepática, como cirrose, hepatite fulminante e síndrome de Reye, ou em diversas doenças genéticas que interfiram direta ou indiretamente na eficiência do ciclo da uréia.

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (21) 2266-8989

Preços e Pagamento Particular

A Clínica Felippe Mattoso oferece parcelamento em até 10x sem juros (parcela mínima de R$ 50,00).

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: 

(21) 2266-8989