C. pneumoniae e M. pneumoniae, DNA por PCR em tempo real, Vários Materiais

Outros nomes:

C. pneumoniae e M. pneumoniae, DNA por PCR em tempo real

C. pneumoniae e M. pneumoniae, detecção do DNA por PCR em tempo real

C. pneumoniae e M. pneumoniae, DNA por PCR

C. pneumoniae e M. pneumoniae, detecção do DNA por PCR

Chlamydophila pneumoniae e Mycoplasma pneumoniae, DNA por PCR

Chlamydophila pneumoniae e Mycoplasma pneumoniae, DNA por PCR em tempo real

Chlamydia pneumoniae e Mycoplasma pneumoniae, pesquisa por PCR

Clamídia (C. pneumoniae) e Micoplasma (M. pneumoniae), pesquisa por PCR

Mycoplasma pneumoniae e Chlamydia pneumoniae, pesquisa por PCR

Mycoplasma pneumoniae e Chlamydophila pneumoniae, DNA por PCR em tempo real

Micoplasma (M. pneumoniae) e Clamídia (C. pneumoniae), pesquisa por PCR

Orientações necessárias

I - Material - Esse exame pode ser realizado em diversos materiais clínicos, tais como secreção traqueal, escarro, lavado broncoalveolar, escovado brônquico, aspirado traqueal, líquido sinovial, líquido pleural e secreção de orofaringe. - ATENÇÃO: O teste não pode ser realizado em soro. II - Para coletas de escarro - O cliente precisa retirar previamente no Fleury as instruções e o kit para a coleta de escarro. - O material deve ser colhido em casa e entregue no Fleury até seis horas após a coleta, se mantido em temperatura ambiente, ou em 12 horas, se mantido refrigerado. - Excepcionalmente, o material poderá ser colhido no Fleury, porém somente na Unidade República do Líbano I. Não há necessidade de agendamento, porém existe possibilidade de espera para a coleta, caso a sala apropriada para este procedimento esteja sendo utilizada. III - Outros materiais - Material de orofaringe - Recomenda-se a coleta da amostra com jejum de duas horas para evitar náuseas e/ou vômitos por ocasião da coleta. O jejum, porém, não é obrigatório. - A escovação dos dentes pode ser feita normalmente antes do teste. - O cliente não deve utilizar soluções antissépticas para gargarejo nas seis horas que antecedem o exame. Para coleta de material brônquico, líquido sinovial ou pleural, no Fleury, é necessário agendar o respectivo exame de coleta previamente, caso o material não tenha sido coletado pelo médico assistente. - Amostras enviadas devem ser mantidas sob refrigeração e entregues até 72 horas após a coleta.

Processamento e adequação da amostra

- Não manusear. - Acondicionar a amostra em saco plástico. - Enviar material refrigerado ao setor. - A amostra deve ser armazenada e transportada sob refrigeração (2-8 ºC). Acondicionar o recipiente de coleta em saco plástico; Obs: Em caso de materiais compartilhados com a MIC e/ou outros setores, favor encaminhar o material primeiro à MIC. Caso não haja exames pertinentes à microbiologia, enviar primeiro para a BMO, utilizando protocolo específico para amostras compartilhadas. Volumes mínimos: - Líquidos, secreções, lavados ou aspirados: 1 mL - Raspados: 1 tubo contendo 1 "swab" Estabilidade da amostra: Temperatura ambiente: não aceitável Refrigerada (2-8 ºC): 72 horas Congelado - 20 °C: não aceitável.

Método

- PCR em tempo real (não é realizada quantificação).

Valor de referência

- Negativo.

Interpretação e comentários

Mycoplasma pneumoniae - A detecção de DNA de Mycoplasma pneumoniae tem utilidade na elucidação diagnóstica de pneumonias, particularmente em adultos jovens. O método, realizado por PCR em tempo real, é capaz de detectar menos de dez cópias de M. pneumoniae por reação. Tomando como base os resultados da detecção molecular de M. pneumoniae por PCR, a sorologia realizada no sétimo dia após o início dos sintomas e a feita na fase de convalescença têm, respectivamente, 42-89% e 83-100% de sensibilidade. O teste pode ser efetuado em material colhido de orofaringe (swab), em escarro, lavado broncoalveolar, aspirado traqueal e líquido pleural, permitindo o diagnóstico na fase aguda. Chlamydophila pneumoniae - A sorologia pareada ainda é considerada o padrão-ouro para o diagnóstico das infecções do trato respiratório inferior por C. pneumoniae, mas há necessidade de duas ou mais semanas para a detecção de aumento significativo do título de anticorpos específicos. A detecção do DNA de C. pneumoniae em material colhido de orofaringe (swab), em escarro, lavado broncoalveolar, aspirado traqueal e líquido pleural por PCR em tempo real contribui com o esclarecimento de pneumonias intersticiais, pois este método é capaz de detectar menos de dez cópias de C. pneumoniae por reação.

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (21) 2266-8989

Preços e Pagamento Particular

A Clínica Felippe Mattoso oferece parcelamento em até 10x sem juros (parcela mínima de R$ 50,00).

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: 

(21) 2266-8989