Clozapina, dosagem, soro

Outros nomes:

Clozapina, pesquisa e dosagem no sangue

Norclozapina, pesquisa e dosagem no sangue

Leponex®

Orientações necessárias

- Para a realização deste teste, o cliente deve estar com a dosagem estável da medicação há pelo menos dois dias. - O indivíduo precisa manter, obrigatoriamente, o horário usual de tomar o medicamento e fazer a coleta da amostra até uma hora antes desse momento habitual ou, então, de acordo com o pedido médico. - Caso o medicamento seja usado apenas uma vez ao dia, a coleta deve ser realizada pelo menos 12 horas após ele ter sido tomado. - Em suspeitas de intoxicação, o exame pode ser feito a qualquer momento.

Processamento e adequação da amostra

- Receber a amostra em embalagem REF e mantê-la nesta condição até a manipulação. - Centrifugar a 2200 g por 10 minutos a 18 °C; - Centrifugar até 4 horas após a coleta. - Aliquotar 3,0 mL de soro em 1 tubo seco; - Encaminhar à seção, refrigerado. - Volume mínimo: 2,0 mL de soro em 1 tubo seco; Estabilidade da amostra: Temperatura ambiente: 8 horas; Refrigerada (2-8 ºC): 1 semana Congelada (-20 ºC): 60 dias.

Método

- Cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC).

Valor de referência

Clozapina: - Nível terapêutico:50 a 700 ng/mL. Norclozapina: - Nível terapêutico: Não determinado.

Interpretação e comentários

- A clozapina é um antipsicótico atípico que se liga a receptores de dopamina, acetilcolina, histamina e serotonina, estando indicada no tratamento de esquizofrenia refratária a outros medicamentos antipsicóticos, de psicose parkinsoniana e de pacientes com comportamento suicida recorrente. Essa substância possui maior ação no sistema límbico do que nos núcleos da base, o que explica a relativa ausência de sintomas de impregnação extrapiramidal com seu uso. Como principais efeitos colaterais, destacam-se o aumento da prolactina, as crises epilépticas e a agranulocitopenia (em 1% a 2% dos casos), que necessita ser constantemente monitorada. - O fármaco, que circula ligado às proteínas do plasma (95%), é metabolizado em norclozapina, que possui fraca ação farmacológica. Após a ingestão, atinge pico sérico em aproximadamente duas horas e é quase completamente biotransformado antes da excreção. Dos metabólitos principais, somente o desmetilado apresenta atividade. Suas ações farmacológicas assemelham-se às da clozapina, mas são consideravelmente mais fracas e de duração mais curta. - O metabolismo ocorre no fígado, via CYP1A2 e 3A4, a meia-vida de eliminação é de 12 horas e a excreção ocorre pela urina e pelas fezes. Indivíduos que fazem uso concomitante de indutores da CYP1A2 (omeprazol e tabaco) e da CYP3A4 (carbamazepina, fenitoína e rifampicina) podem ter os níveis séricos de clozapina diminuídos. Por outro lado, inibidores da CYP, tais como cimetidina, eritromicina (3A4), fluvoxamina (1A2) e ciprofloxacino (1A2), antimicóticos azídicos, cafeína e inibidores seletivos da recaptação da serotonina (paroxetina, sertralina, fluoxetina e citalopram), são capazes de causar elevações das concentrações da medicação. - A dosagem de clozapina permite avaliar a adesão ao tratamento e detectar níveis tóxicos. A intoxicação caracteriza-se por sonolência, letargia, arreflexia, coma, confusão mental, alucinações, agitação, delírio, sintomas extrapiramidais, hiper-reflexia e convulsões. Observam-se ainda sinais como sialorreia, midríase, visão turva e labilidade térmica, bem como hipotensão, colapso, taquicardia e arritmias cardíacas, além de pneumonia por aspiração, dispneia, depressão ou parada respiratória.

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (21) 2266-8989

Preços e Pagamento Particular

A Clínica Felippe Mattoso oferece parcelamento em até 10x sem juros (parcela mínima de R$ 50,00).

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: 

(21) 2266-8989