Concentração Inibitória Mínima, Vários Materiais

Outros nomes:

CONCENTRACAO INIBITORIA MINIMA (CIM)

CONCENTRACAO MINIMA INIBITORIA (CIM)

Concentração Inibitória Mínima

MIC - Concentração inibitória mínima

Orientações necessárias

- A concentração inibitória mínima (CIM) é realizada para bactérias isoladas nos mais diversos materiais clínicos. Pode ser solicitada juntamente com a cultura ou após a emissão de um resultado positivo desse exame. Os microrganismos isolados pelo Fleury em culturas são geralmente conservados por até dez dias para eventual realização de exames complementares. - Como a CIM pode ser feita para um grande número de antimicrobianos, o médico deve anotar o nome dos antibióticos a serem testados.

Processamento e adequação da amostra

- Enviar cepa bacteriana e folha de trabalho para a Seção de Microbiologia. - Quando solicitado após a realização da cultura (bactéria guardada na Seção de Microbiologia), na folha de trabalho deve constar o número do exame da cultura realizada. - Transporte em temperatua ambiente.

Método

- O exame pode ser realizado por diversas metodologias, sendo a metodologia do Etest a mais usada. O Etest é um método que utiliza um gradiente de concentração, aplicável praticamente a todos os antimicrobianos disponíveis. O resultado é bastante preciso e é fornecido em microgramas/mL. - Eventualmente o exame pode ser realizado por método de microdiluição ou macrodiluição. Nestas situações, sempre consultar previamente a Seção de Microbiologia.

Valor de referência

- O exame expressa a concentração do antimicrobiano que inibe o crescimento do microrganismo responsável pelo processo infeccioso, em microgramas/mL (ug/mL). Esta concentração varia de acordo com o microrganismo e o antimicrobiano testado. De acordo com normas estabelecidas pelo CLSI (Clinical Laboratory Standard Institute), antigo NCCLS (National Committee for Clinical Laboratory Standards), o microrganismo é classificado em resistente, sensível ou intermediário, para cada antimicrobiano testado.

Interpretação e comentários

- A concentração inibitória mínima (CIM) consiste na menor concentração de um determinado antimicrobiano, expressa em microgramas/mL, que inibe o crescimento de um microrganismo em teste, sob condições in vitro bem definidas, durante um determinado intervalo de tempo. É bastante utilizada para correlacionar diversos outros aspectos da atividade dos antimicrobianos, tais como a informação da concentração do medicamento presente em diversos fluidos corpóreos e sua comparação com a CIM, para avaliar melhor o sucesso ou insucesso terapêutico e para verificar os parâmetros farmacocinéticos e farmacodinâmicos dos diversos antimicrobianos. - A determinação da CIM é um exame muito importante para o tratamento adequado e também para o acompanhamento terapêutico de algumas infecções bacterianas, como endocardites bacterianas, meningites, osteomielites e pneumonias, entre outras. - Este teste também tem utilidade na avaliação da suscetibilidade de microrganismos para os quais a metodologia de discodifusão não está estabelecida e aprovada. - O Fleury dispõe de assessoria médica especializada em Microbiologia Clínica para eventuais consultas.

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (21) 2266-8989

Preços e Pagamento Particular

A Clínica Felippe Mattoso oferece parcelamento em até 10x sem juros (parcela mínima de R$ 50,00).

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: 

(21) 2266-8989