Cryptococcus neoformans, Anticorpos totais, soro

Outros nomes:

CRYPTOCOCCUS, ANTICORPOS

ANTICORPOS ANTI-CRIPTOCOCO

SOROLOGIA PARA CRYPTOCOCCUS

SOROLOGIA PARA CRIPTOCOCOSE

Orientações necessárias

Não é necessário preparo para este exame.

Processamento e adequação da amostra

- Centrifugar por 10 min, a 2200 g, a 18°C. - Aliquotar 1 mL de soro, em tubo plástico. - Enviar congelado ao LARI. Estabilidade da amostra: Temperatura ambiente: 7 dias Refrigerado (2º-8ºC): 14 dias Congelado (-20ºC): 30 dias Não aceitar amostras hemolisadas.

Método

Imunoaglutinação.

Valor de referência

Inferior a 1/2

Interpretação e comentários

Cryptococcus neoformans é um fungo capsulado que pode causar doenças tanto em indivíduos imunossuprimidos quanto naqueles aparentemente imunocompetentes. Associa-se principalmente a quadros de meningoencefalite, mas pode causar infecção cutânea, pulmonar entre outras, podendo ser disseminada em pacientes com disfunções imunológicas relacionadas aos linfócitos T. Especialmente na população de imunossuprimidos, o valor diagnóstico da pesquisa de anticorpos é limitado, dada sua baixa sensibilidade e pouca correlação com infecção ativa. O padrão-ouro para o diagnóstico da criptococose é a cultura de sangue, liquor, ou outro material biológico obtido a partir dos sítios acometidos. A presença de antígeno capsular em qualquer fluido corpóreo indica criptococose invasiva, uma vez que este fungo não faz parte da flora normal humana. Os testes destinados à pesquisa de antígeno tem sensibilidade entre 80% e 100%, e especificidade próxima de 100%.

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (21) 2266-8989

Preços e Pagamento Particular

A Clínica Felippe Mattoso oferece parcelamento em até 10x sem juros (parcela mínima de R$ 50,00).

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: 

(21) 2266-8989