Densitometria óssea, Infantil

Outros nomes:

Densitometria óssea infantil

Medida da densidade óssea em crianças e adolescentes

Densitometria óssea infantil duo-energética

Densitometria óssea (de 5 a 19 anos)

Densitometria óssea de coluna e quadril (de 5 a 19 anos)

Densitometria óssea de coluna lombar e fêmur (de 5 a 19 anos)

Composição corporal (de 5 a 19 anos)

Conteúdo total de cálcio do organismo (de 5 a 19 anos)

Composição corpórea total (de 5 a 19 anos)

Densitometria óssea do corpo inteiro (de 5 a 19 anos)

Gordura corporal (de 5 a 19 anos), determinação da

Massa gorda (de 5 a 19 anos), determinação da

Massa magra (de 5 a 19 anos), determinação da

Percentual de gordura corporal (de 5 a 19 anos)

Densitometria composicao corporal, infantil

Orientações necessárias

I - Interferentes - Caso o cliente tenha realizado os exames abaixo, deve haver um intervalo de 7 dias para a Densitometria: -- Raios-X com contraste -- Tomografia com contraste -- Ressonância com contraste -- Medicina Nuclear - No dia do procedimento, o uso de medicamentos que contêm cálcio deve ser suspenso. II - Restrições - Exame realizado na faixa etária de 5 anos até 19 anos e 11 meses de idade, somente com solicitação médica. - A densitometria óssea não pode ser realizada em gestantes nem em mulheres com suspeita de gravidez. - Nas unidades Anália Franco II, Braz Leme, Itaim, Morumbi, Paraíso, Ponte Estaiada, República do Líbano II,e Villa Lobos, o limite de peso para a realização do exame é de 200 kg. Nas demais unidades de atendimento que oferecem o exame, o limite de peso é de 155 kg. - Para a realização do exame é necessário permanecer imóvel durante a aquisição das imagens. Não realizamos o exame com anestesia. Nos casos em que o paciente tiver dificuldades em manter o posicionamento, a equipe médica precisará avaliar as imagens para confirmar se é possível a liberação do resultado do exame. III - Resultados anteriores É necessário apresentar todos os resultados anteriores relacionados ao exame (radiografia de coluna toracolombar e/ou densitometria óssea realizada anteriormente, se houver) mesmo que tenham sido realizados no Fleury - Os pais ou responsáveis devem apresentar exames anteriores da criança ou adolescente, tanto de densitometria óssea quanto de radiografia de coluna toracolombar, se houver. - A comparação entre exames só é possível se os estudos forem feitos no mesmo aparelho. Por isso, o Fleury recomenda que o cliente sempre retorne à mesma unidade em que realizou o estudo anterior caso tenha interesse nos resultados comparativos. A comparação pode ser realizada entre exames de até 5 anos. Quando ocorrer a substituição de aparelho da unidade por uma versão mais moderna, a comparação não será possível mesmo que o cliente retorne na mesma unidade por se tratarem de máquinas diferentes. Atenção: Segue as Unidades e datas das trocas de equipamento. Exames realizados nestas Unidades anteriormente a data de troca não podem ser comparados e o cliente pode ser direcionado para a Unidade que preferir. - Villa Lobos: 23/03/2015 - Brasil II: 31/03/2021

Método

- Densitométrico por dual energy x-ray absorptiometry (DXA).

Valor de referência

- A avaliação da massa óssea em crianças e adolescentes é feita por meio do estudo da densidade mineral da coluna lombar e do corpo total, que oferecem informações sobre a maturação óssea tanto do compartimento trabecular quanto do cortical. O exame também fornece a massa magra e o percentual de gordura corporal do cliente. - Os valores obtidos de BMD são comparados com a média de indivíduos da mesma idade e raça do cliente, sem considerar outras variáveis que influenciam a aquisição da massa óssea, como hereditariedade, peso, altura, estadiamento puberal, doenças intercorrentes e uso de medicamentos, entre outras, cabendo ao clínico a integração de tais dados.

Interpretação e comentários

- A densitometria por dupla emissão de raios X é o método ideal para a avaliação da massa óssea em crianças e adolescentes, por se tratar de um exame rápido e não-invasivo, com mínima exposição radiológica. - Nessa faixa etária, porém, não se diagnostica diminuição da massa óssea apenas com os resultados da densidade mineral, pois inúmeros outros parâmetros clínicos, além da idade, precisam ser avaliados, particularmente a maturação sexual, o peso e a altura. Desse modo, somente o médico assistente pode interpretar corretamente os resultados da densitometria óssea na população infanto-juvenil.

Regiões estudadas

Esqueleto total e coluna lombar.

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (21) 2266-8989

Preços e Pagamento Particular

A Clínica Felippe Mattoso oferece parcelamento em até 10x sem juros (parcela mínima de R$ 50,00).

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: 

(21) 2266-8989