Densitometria óssea, Infantil

Outros nomes:

Densitometria óssea infantil

Medida da densidade óssea em crianças e adolescentes

Densitometria óssea infantil duo-energética

Densitometria óssea (de 5 a 19 anos)

Densitometria óssea de coluna e quadril (de 5 a 19 anos)

Densitometria óssea de coluna lombar e fêmur (de 5 a 19 anos)

Composição corporal (de 5 a 19 anos)

Conteúdo total de cálcio do organismo (de 5 a 19 anos)

Composição corpórea total (de 5 a 19 anos)

Densitometria óssea do corpo inteiro (de 5 a 19 anos)

Gordura corporal (de 5 a 19 anos), determinação da

Massa gorda (de 5 a 19 anos), determinação da

Massa magra (de 5 a 19 anos), determinação da

Percentual de gordura corporal (de 5 a 19 anos)

Densitometria composicao corporal, infantil

Orientações necessárias

I Interferentes Caso o cliente tenha realizado os exames abaixo, deve haver um intervalo de 7 dias para a Densitometria: RaiosX com contraste Tomografia com contraste Ressonância com contraste Medicina Nuclear No dia do procedimento, o uso de medicamentos que contêm cálcio deve ser suspenso. II Restrições Exame realizado na faixa etária de 5 anos até 19 anos e 11 meses de idade, somente com solicitação médica. A densitometria óssea não pode ser realizada em gestantes nem em mulheres com suspeita de gravidez. Nas unidades Anália Franco II, Braz Leme, Itaim, Morumbi, Paraíso, Ponte Estaiada, República do Líbano II,e Villa Lobos, o limite de peso para a realização do exame é de 200 kg. Nas demais unidades de atendimento que oferecem o exame, o limite de peso é de 155 kg. Para a realização do exame é necessário permanecer imóvel durante a aquisição das imagens. Não realizamos o exame com anestesia. Nos casos em que o paciente tiver dificuldades em manter o posicionamento, a equipe médica precisará avaliar as imagens para confirmar se é possível a liberação do resultado do exame. III Resultados anteriores É necessário apresentar todos os resultados anteriores relacionados ao exame (radiografia de coluna toracolombar e/ou densitometria óssea realizada anteriormente, se houver) mesmo que tenham sido realizados no Fleury Os pais ou responsáveis devem apresentar exames anteriores da criança ou adolescente, tanto de densitometria óssea quanto de radiografia de coluna toracolombar, se houver. A comparação entre exames só é possível se os estudos forem feitos no mesmo aparelho. Por isso, o Fleury recomenda que o cliente sempre retorne à mesma unidade em que realizou o estudo anterior caso tenha interesse nos resultados comparativos. A comparação pode ser realizada entre exames de até 5 anos. Quando ocorrer a substituição de aparelho da unidade por uma versão mais moderna, a comparação não será possível mesmo que o cliente retorne na mesma unidade por se tratarem de máquinas diferentes. Atenção: Segue as Unidades e datas das trocas de equipamento. Exames realizados nestas Unidades anteriormente a data de troca não podem ser comparados e o cliente pode ser direcionado para a Unidade que preferir. Villa Lobos: 23/03/2015 Brasil II: 31/03/2021

Método

Densitométrico por dual energy xray absorptiometry (DXA).

Valor de referência

A avaliação da massa óssea em crianças e adolescentes é feita por meio do estudo da densidade mineral da coluna lombar e do corpo total, que oferecem informações sobre a maturação óssea tanto do compartimento trabecular quanto do cortical. O exame também fornece a massa magra e o percentual de gordura corporal do cliente. Os valores obtidos de BMD são comparados com a média de indivíduos da mesma idade e raça do cliente, sem considerar outras variáveis que influenciam a aquisição da massa óssea, como hereditariedade, peso, altura, estadiamento puberal, doenças intercorrentes e uso de medicamentos, entre outras, cabendo ao clínico a integração de tais dados.

Interpretação e comentários

A densitometria por dupla emissão de raios X é o método ideal para a avaliação da massa óssea em crianças e adolescentes, por se tratar de um exame rápido e nãoinvasivo, com mínima exposição radiológica. Nessa faixa etária, porém, não se diagnostica diminuição da massa óssea apenas com os resultados da densidade mineral, pois inúmeros outros parâmetros clínicos, além da idade, precisam ser avaliados, particularmente a maturação sexual, o peso e a altura. Desse modo, somente o médico assistente pode interpretar corretamente os resultados da densitometria óssea na população infantojuvenil.

Regiões estudadas

Esqueleto total e coluna lombar.

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (21) 2266-8989

Preços e Pagamento Particular

A Clínica Felippe Mattoso oferece parcelamento em até 10x sem juros (parcela mínima de R$ 50,00).

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: 

(21) 2266-8989