Disfibrinogenemia, pesquisa, plasma

Outros nomes:

Fibrinogênio funcional, pesquisa

Disfibrinogenemia

Orientações necessárias

- Após dieta leve, o jejum não é necessário. Caso contrário, sugere-se jejum de três horas. - O cliente deve informar todos os medicamentos tomados nos últimos sete dias.

Processamento e adequação da amostra

Atenção: solicitar novo material para amostra hemolisada. Não serão aceitas amostras com o mínimo grau de hemólise. - PREPARO DO PPP (plasma pobre em plaquetas) - No MÁXIMO até 3 horas após a coleta, centrifugar o sangue em 18 ºC, por 15 minutos a 2200 g. - Identificar 2 tubos plásticos de 4,0 mL - Utilizando pipeta plástica, separar o plasma cuidadosamente com pipeta plástica sem tocar na camada onde estão as plaquetas e sem formar "espuma" - Colocar o plasma nos tubos etiquetados e tampar - Volume mínimo de plasma a enviar: 2 mL - Encaminhar 1 tubo congelado em gelo seco para a Hemostasia para a realização do fibrinogênio funcional (FIBRIN) e 1 tubo congelado em gelo seco que será encaminhado para a Nichols para a realização do fibrinogênio imunológico

Método

- Método Imunológico (Nefelometria) e Método Funcional (Método de Clauss).

Valor de referência

Antígeno do Fibrinogênio: 196 - 441 mg/dL

Interpretação e comentários

- A disfibrinogenemia é uma doença rara, caracterizada pela presença de fibrinogênio funcionalmente alterado e em concentração normal ou aumentada, de acordo com métodos imunológicos. Essa alteração é determinada por uma mutação em um dos genes que codificam as cadeias do fibrinogênio (genes das cadeias alfa, beta ou gama), a qual, portanto, ocasiona a produção de molécula de fibrinogênio mutante e funcionalmente anormal. - A maioria dos indivíduos com disfibrinogenemia não apresenta manifestações clínicas. No entanto, uma parcela dessas pessoas pode ter manifestações hemorrágicas ou mesmo trombóticas, causadas por mecanismos ainda pouco esclarecidos. - A pesquisa laboratorial de disfibrinogenemia é feita por meio da quantificação de fibrinogênio por dois métodos: funcional e imunológico. Em indivíduos normais, há equivalência entre essas duas dosagens e nos casos suspeitos para disfibrinogenemia são observados níveis normais de fibrinogênio imunológico (antígeno) em associação à diminuição do fibrinogênio funcional (atividade). - Este teste, portanto, está indicado para a investigação laboratorial de manifestações hemorrágicas ou trombóticas, especialmente quando as causas mais comuns para essas duas entidades tiverem sido afastadas.

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (21) 2266-8989

Preços e Pagamento Particular

A Clínica Felippe Mattoso oferece parcelamento em até 10x sem juros (parcela mínima de R$ 50,00).

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: 

(21) 2266-8989