Gene MLL, Hibridação in situ por fluorescência, Vários Materiais

Outros nomes:

Gene MLL, Hibridação in situ por fluorescência

FISH para o gene MLL

FISH para a região 11q23

FISH para deleção do gene MLL

FISH para deleção da região 11q23

FISH para translocação da região 11q23

Orientações necessárias

- O exame é realizado em material de medula óssea ou em sangue periférico. - Se a coleta de medula óssea for no Fleury, a mesma deve ser previamente agendada.

Processamento e adequação da amostra

- Encaminhar o material o mais rápido possível (período de 24 horas), sob refrigeração, à seção, juntamente com o questionário previamente preenchido pelo cliente.

Método

- Hibridação "in situ" por fluorescência. - Trata-se de reação onde se usa sonda molecular (sequência de DNA) marcada com fluorocromo que vai se ligar ao DNA alvo complementar. - São analisadas 200 intérfases por 2 ou mais observadores.

Valor de referência

Valor de referencia: Controle normal < 5% de células com uma fusão e um sinal verde e vermelho separados.

Interpretação e comentários

- Os rearranjos que envolvem a região 11q23 do gene MLL são frequentes na leucemia monocítica aguda, na leucemia bifenotípica e na leucemia aguda de lactentes, entre outras. A hibridação in situ por fluorescência (FISH) com a sonda LSI MLL se destina a detectar rearranjos da região 11q23, na qual as anormalidades mais comuns são t(4;11)(q21;q23), t(9;11)(p22;q23) e t(11;19)(q23;p13).

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (21) 2266-8989

Preços e Pagamento Particular

A Clínica Felippe Mattoso oferece parcelamento em até 10x sem juros (parcela mínima de R$ 50,00).

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: 

(21) 2266-8989