Hepatite B, Sequenciamento, Resistência a antivirais, plasma

Outros nomes:

Hepatite B, Seqüenciamento, Resistência à Lamivudina

Seqüenciamento do HBV, Resistência à Lamivudina

Resistência à Lamivudina, Seqüenciamento do HBV

Lamivudina, resistência à, Hepatite B

Hepatite B, mutação YMDD

Mutação YMDD do vírus da Hepatite B, pesquisa

Hepatite B, Seqüenciamento, Resistência à Telbivudina

Hepatite B, Seqüenciamento, Resistência ao Adefovir

Hepatite B, Seqüenciamento, Resistência ao Tenofovir

Hepatite B, Seqüenciamento, Resistência ao Entecavir

Processamento e adequação da amostra

- Centrifugar o material dentro de no máximo 8 horas por 15 minutos a 2200g, a 18°C. - Transferir todo o plasma do tubo, com pipeta estéril e evitando tocar a camada de leucócitos, para um tubo plástico de 4 mL estéril. - Enviar à seção congelado. Estabilidade da amostra: -Temperatura ambiente: não aceitável; -Refrigerada (2-8ºC): não aceitável; -Congelada (-20ºC): 1 mês.

Método

- Sequenciamento do gene da polimerase do HBV

Valor de referência

- Ausência de mutações associadas à resistência.

Interpretação e comentários

- Este exame é indicado para portadores de hepatite B crônica em tratamento com antivirais. No Fleury, a pesquisa de resistência do HBV é feita por sequenciamento do gene da polimerase, de modo que várias mutações de resistência são passíveis de detecção por meio deste exame. Na prática, o teste molecular é capaz de identificar a resistência à lamivudina, à telbivudina, ao adefovir, ao tenofovir e ao entecavir, isto é, aos principais antivirais disponíveis atualmente para o tratamento da hepatite B. - Entre as drogas aprovadas para uso no tratamento da hepatite B crônica, a lamivudina se relaciona com as maiores taxas de resistência. A terapia prolongada com esse medicamento determina, em cerca de 30% a 40% dos indivíduos, o surgimento de mutações no HBV que conferem resistência à droga, causando elevação da carga viral e dos níveis de transaminases. - - - As mutações ocorrem nos códons que codificam o domínio YMDD da polimerase do HBV. Duas mutações apresentam grande relevância clínica: a substituição de metionina (M) por valina (V) e a substituição de metionina (M) por isoleucina (I). Mutações acessórias, de menor importância, têm sido descritas. Todas essas alterações genéticas, quando presentes, são incluídas no resultado do teste. A resistência às demais drogas ocorre com menor frequência, sendo o tenofovir e o entecavir aquelas relacionadas com as menores taxas. Pode ocorrer resistência cruzada entre as drogas quando é feita monoterapia sequencial (lamivudina x telbivudina e entecavir; adefovir x tenofovir).

Orientações necessárias

- Este exame não necessita de preparo. Este exame é realizado somente com solicitação médica.

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (21) 2266-8989

Preços e Pagamento Particular

A Clínica Felippe Mattoso oferece parcelamento em até 10x sem juros (parcela mínima de R$ 50,00).

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: 

(21) 2266-8989