IMUNOHISTOQUÍMCA, PARA O GENE PAN-TRK, Vários Materiais

Outros nomes:

NTRK1

NTRK2

NTRK3

Pan-TRK

Orientações necessárias

- Este exame é realizado em material obtido por biópsia/ressecção cirúrgica, fixado em formol a 10% (preferencialmente tamponado) ou em fragmentos de tecidos incluídos em bloco de parafina, acompanhados da cópia do laudo original. - O exame poderá ser realizado em emblocados celulares em parafina fixados em formol a 10%, desde que a quantidade e a qualidade do material sejam verificadas previamente ao exame pelo patologista responsável. - NÃO SÃO ACEITOS MATERIAIS FIXADOS EM OUTROS MEIOS. (como Bouin, por exemplo). - O TEMPO DE FIXAÇÃO DEVE SER DE 06 A 72h. - Preferencialmente, o material deve ser enviado até 24 horas após a coleta. - O resultado do teste poderá ser comprometido em material submetido a descalcificação. - O resultado do teste poderá ser comprometido em materiais escassos ou pouco celulares conforme análise por médico patologista.

Processamento e adequação da amostra

- Enviar o material para à seção.

Método

-Fragmentos de tecidos seccionados de 2 a 3 micras são desparafinizados, hidratados e submetidos a reação automatizada no equipamento BENCHMARK ULTRA-VENTANA, -A pesquisa de expressão para pan-TRK por imunoistoquímica utilizando-se o anticorpo monoclonal pan-Trk (Clone EPR17341) para uso na detecção dos genes tirosina quinase neurotrófica (NKTRK1/2/3) que codificam as proteínas quinases de TrkA, TrkB, TrkC, em tecidos neoplásicos embebidos em parafina e fixados em formalina utilizando o sistema automatizado Ventana Benchmark Ultra.

Valor de referência

- O resultado do exame baseia-se na interpretação das reações por médico patologista. - O teste serve de triagem para seleção de pacientes ou neoplasias candidatos a pesquisa de rearranjos/fusões que envolvem os genes NTRK, potencias alvos de drogas especificas. - O resultado NEGATIVO indica muito pouca probabilidade de fusões que envolvam NTRK, enquanto resultados POSITIVOS devem ser confirmados por teste molecular.

Interpretação e comentários

-A pesquisa de expressão para pan-TRK por imunoistoquímica utilizando-se o anticorpo monoclonal pan-Trk (Clone EPR17341) para uso na detecção dos genes tirosina quinase neurotrófica (NKTRK1/2/3) que codificam as proteínas quinases de TrkA, TrkB, TrkC, em tecidos neoplásicos embebidos em parafina e fixados em formalina utilizando o sistema automatizado Ventana Benchmark Ultra. - O resultado do exame baseia-se na interpretação das reações por médico patologista. - O teste serve de triagem para seleção de pacientes ou neoplasias candidatos a pesquisa de rearranjos/fusões que envolvem os genes NTRK, potencias alvos de drogas especificas. - O resultado NEGATIVO indica muito pouca probabilidade de fusões que envolvam NTRK, enquanto resultados POSITIVOS devem ser confirmados por teste molecular. - A fixação inadequada e as condições adversas de preparo do bloco de parafina podem interferir nesta análise.

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (21) 2266-8989

Preços e Pagamento Particular

A Clínica Felippe Mattoso oferece parcelamento em até 10x sem juros (parcela mínima de R$ 50,00).

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: 

(21) 2266-8989