Mamografia 3D, tomossíntese

Outros nomes:

Mamografia 3D

Tomossíntese mamária

Orientações necessárias

I - Preparo - No dia do exame, a cliente não pode usar nenhum produto como talco, desodorante ou creme nas mamas e na região das axilas. II - Observações - Este exame é realizado somente com solicitação médica. - De preferência, recomenda-se marcar a mamografia do quinto ao décimo dia do ciclo menstrual contando-se a partir do primeiro dia da menstruação, pois as mamas são menos doloridas nesse intervalo, ou em período determinado pelo médico solicitante. - É necessário apresentar resultados anteriores de mamografias, ultrassonografias e ressonâncias magnéticas, se houver. III - Contraindicação - O procedimento não deve ser realizado em gestantes, exceto quando clinicamente justificado e explícito no pedido médico. Em tais casos, é obrigatória a proteção do abdome com avental de chumbo. - O exame não está recomendado para pacientes com menos de 25 anos, exceto quando houver indicação clínica.

Principais indicações

- Como exame de rotina em mulheres assintomáticas, para detecção precoce do câncer de mama, quando solicitado pelo médico-assistente da cliente. - Como exame diagnóstico nas mulheres com sintomatologia clínica, achados palpatórios ou dúvidas encontradas na mamografia convencional.

Regiões estudadas

- Mamas e axilas.

Método

- A mamografia 3D, tal qual a convencional, utiliza radiação ionizante para o estudo do parênquima mamário. - O aparelho consegue adquirir imagens digitais em modo 2D (convencional) e 3D (avaliação tridimensional), além de fazer uma combinação de ambas (2D + 3D). - O exame obtém finas imagens seccionais/ tomográficas da mama, que são posteriormente analisadas em uma estação de trabalho dedicada, com monitores de alta resolução. - Tanto no modo 3D quanto no modo combinado 2D + 3D, basta apenas uma única compressão e exposição, que dura segundos. - A mamografia 3D adquire imagens nas incidências craniocaudal e médio-lateral oblíqua, bilateralmente.

Interpretação e comentários

- O exame emprega doses baixas de raios X para estudar o tecido fibroglandular mamário. A compressão mamária, do mesmo modo que na mamografia convencional, é necessária para o espalhamento adequado dos tecidos e também para a redução da dose de raios X utilizada. - Com finalidade diagnóstica, o recurso 3D reduz a taxa de complementação. - As múltiplas imagens adquiridas no modo 3D são analisadas em uma estação com monitores de alta resolução pelo médico especialista. - A orientação da idade de início dos seguimentos de rotina com a mamografia 3D segue o mesmo padrão recomendado para a mamografia convencional, ou seja, com a finalidade de rastreamento e detecção precoce do câncer de mama, o exame deve ser feito em todas as mulheres a partir dos 40 anos e, depois, anualmente. - O método não é recomendado para as mulheres abaixo dos 25 anos, exceto quando houver indicação clínica. - A mamografia 3D pode ser utilizada também no sexo masculino, em caso de alterações palpáveis que requeiram esclarecimento diagnóstico.

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (21) 2266-8989

Preços e Pagamento Particular

A Clínica Felippe Mattoso oferece parcelamento em até 10x sem juros (parcela mínima de R$ 50,00).

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: 

(21) 2266-8989