Micobactérias, Identificação de cepa, cepa de microrganismo

Outros nomes:

Identificação de micobactéria por PCR

Identificação de micobactéria por RFLP

Identificação de micobactéria por PRA

Identificação de Mycobacterium spp

Identificação de bacilo álcool ácido resistente BAAR

Identificação da espécie de micobactéria

PRA HSP65

Orientações necessárias

I - Informações gerais - Este exame permite a identificação de espécies de micobactérias crescidas em meio de cultura. II - Amostras crescidas em meio sólido, frasco MycoFLytic ou MBBact - É necessário informar o material clínico do qual a bactéria foi originalmente isolada, nome, sexo e idade do paciente, assim como data da cultura original, pois tais informações são incluídas no laudo. Para as amostras ambientais, não há necessidade de fornecer esses dados. - Amostras crescidas em placa de Petri não devem ser enviadas devido ao risco biológico do transporte. - Crescimentos bacterianos precisam ser encaminhados em tubo de ensaio plástico ou em frasco plástico com tampa rosqueada. - Os frascos têm de ser envolvidos com papel absorvente e colocados em saco plástico transparente, o qual deve ser vedado com fita adesiva. - O transporte de material biológico precisa ser feito em recipiente de alumínio com tampa rosqueada ou em recipiente plástico hermético. - Na face externa do recipiente, é necessário colocar uma etiqueta que identifique a remessa como 'amostra de micobactéria para identificação'.

Processamento e adequação da amostra

- Ao receber um recipiente com etiqueta externa AMOSTRA DE MICOBACTÉRIA PARA IDENTIFICAÇÃO ou uma solicitação para o exame IDBK, seguir o passo a passo: 1- Não abrir o recipiente (de alumínio ou de plástico); 2- Acondicionar as etiquetas e o recipiente em saco plástico; 3- Enviar o material em temperatura ambiente para o setor de Microbiologia. - A adequação da amostra será avaliada pelo setor técnico.

Método

- Sequenciamento de DNA.

Interpretação e comentários

- Para a identificação das micobactérias de crescimento rápido, o Fleury realiza o sequenciamento parcial do gene rpoB e, para as de crescimento lento, o sequenciamento parcial do gene hsp65. - Em culturas em meio líquido, o gene sequenciado é o hsp65. Já nos casos inconclusivos, o sequenciamento envolve o gene que codifica o rRNA 16S. - As espécies do complexo Mycobacterium tuberculosis não são diferenciadas rotineiramente. Caso haja interesse na diferenciação entre M. bovis selvagem e M. bovis BCG, o clínico deve entrar em contato com a assessoria médica da Microbiologia. Nessa situação, a caracterização é realizada por PCR multiplex.

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (21) 2266-8989

Preços e Pagamento Particular

A Clínica Felippe Mattoso oferece parcelamento em até 10x sem juros (parcela mínima de R$ 50,00).

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: 

(21) 2266-8989