Painel Genético para Leucemias hereditárias, vários materiais, Vários Materiais

Outros nomes:

Painel NGS para Leucemias hereditárias

Painel genético de mutações germinativas para Leucemias hereditárias

Mutações para Leucemias hereditárias

Sequenciamento genético para Leucemias hereditárias

Painel de mutações germinativas para Leucemia aguda

Mutações de linhagem germinativa para Leucemia aguda

Orientações necessárias

Este exame é realizado somente com solicitação médica. - Menores de 18 anos devem estar acompanhados de um adulto responsável para a realização do exame. - O cliente deve entregar no dia da coleta o Questionário preenchido e assinado por ele (obrigatório) e pelo médico solicitante (recomendável, porém não obrigatório). - Esse Questionário pode ser retirado em qualquer unidade ou solicitado por e-mail para [email protected] (o e-mail será respondido em até 48h). - Caso não seja possível ter o Questionário preenchido pelo médico solicitante, o Fleury oferece de maneira OPCIONAL a consulta de aconselhamento genético, a fim de preencher o questionário e esclarecer eventuais dúvidas do exame. - Este exame não necessita de agendamento prévio ou qualquer tipo de preparo. - Para saber sobre estes exames e como realizar, acesse www.fleurygenomica.com.br. Restrições: Amostra de sangue: não necessário jejum Amostra de saliva: nos 30 minutos anteriores à coleta da saliva, não beber, comer, fumar, mascar chicletes, escovar os dentes ou inserir qualquer objeto na boca. Amostra de swab oral: nos 30 minutos anteriores à coleta, não beber, comer, fumar, mascar chicletes, escovar os dentes ou inserir qualquer objeto na boca.

Processamento e adequação da amostra

Não manipular - Se a amostra for colhida em EDTA, enviar o material refrigerado para setor de Métodos Moleculares acompanhado do Questionário original preenchido. - Se a amostra colhida for saliva ou swab oral, enviar o material em temperatura ambiente para setor de Métodos Moleculares acompanhado do Questionário original preenchido. - Rejeitar amostras de sangue colhidas em tubo com heparina ou qualquer tubo que não esteja de acordo com o solicitado no procedimento de coleta. Estabilidade da amostra de sangue: Temperatura ambiente: 72 horas; Refrigerada (2-8 ºC): 5 dias; Congelada (-20 ºC): não aceitável. Estabilidade da amostra de saliva ou swab oral: Temperatura ambiente: 30 dias Refrigerada (2-8ºC): não aceitável Congelada (-20ºC): não aceitável

Método

Sequenciamento completo (NGS - sequenciamento de nova geração) de todas as regiões codificantes e regiões flanqueadoras adjacentes aos exons dos 17 genes relacionados a leucemias agudas: BLM, CBL, CEBPA, DDX41, ETV6, GATA2, IKZF1, MPL, PAX5, PTPN11, RUNX1, SAMD9, SAMD9L, SRP72, TERT, TET2 e TP53. Este ensaio permite a identificação de variantes de nucleotídeo único (SNVs), pequenas inserções e deleções (INDELS), bem como variações no número de cópias (CNVs) que compreendam três ou mais éxons dos genes estudados.

Valor de referência

O resultado será acompanhado de um relatório interpretativo

Interpretação e comentários

As síndromes mielodisplásicas (SMD) e a leucemia mieloide aguda (LMA) de novo ocorrem esporadicamente em adultos ou em idosos (e podem apresentar mutações somáticas), porém quando aparecem em jovens, está indicada a investigação de mutação germinativa (constitucional e herdada). As neoplasias mieloides com predisposição germinativa (NMPG) são entidades raras, mas seu reconhecimento é de fundamental importância porque as manifestações, o curso clínico e as características diagnósticas citomorfológicas da medula óssea (MO) diferem da SMD/LMA de novo. Os pacientes acometidos e seus familiares podem apresentar disfunções ou neoplasias de outros órgãos além do sistema hematopoético. Portanto, em caso de positividade neste teste, familiares do paciente também devem ser investigados e monitorados. A classificação de tumores hematopoéticos da OMS (2016) reconhece as NMPG e as divide em três grupos: aquelas sem doenças ou disfunções orgânicas prévias (por ex. mutações no gene CEBPA ou DDX4); as com trombocitopenia pré-existente (ex. mutações no gene RUNX1, ETV6, ANKDR26); e aquelas com disfunção de outros órgãos (ex. mutações GATA2 e as associadas a síndromes de falência medular, como Anemia de Fanconi, ou doenças de telômeros, disqueratose congênita), além de neurofibromatose, síndrome de Noonan, síndrome de Down ou neutropenia congênita cíclica. O presente teste pesquisa mutações no DNA constitucional nos genes: BLM, CBL, CEBPA, DDX41, ETV6, GATA2, IKZF1, MPL, PAX5, PTPN11, RUNX1, SAMD9, SAMD9L, SRP72, TERT, TET2 e TP53, e é fundamental para o diagnóstico de NMPG, pois contempla os mais frequentemente mutados (CEBPA, RUNX1, GATA2 e ETV6). Entretanto, não explora todos os possíveis genes, pois a lista se expande rapidamente, uma vez que, apesar de raras, o conhecimento das NMPG cresce a cada dia. O gene ANKDR26 não está incluído nesse conjunto e sugere-se que seja investigado à parte, por outro método. Há que se destacar que os genes relatados como os mais frequentemente envolvido nas NMPG, também estão presentes na forma de mutações somáticas direcionadoras de SMD/LMA de novo. Isso indica que a presença de tais mutações, ao diagnóstico, investigadas por sequenciamento de nova geração (SNG, ou em inglês, Next Generation Sequencing - NGS) em amostra de MO ou sangue periférico (SP), é insuficiente para sugerir a NMPG. Nos casos em que há suspeita da NMPG, a pesquisa deve ser feita em tecido representativo de DNA germinativo. No caso de ser identificada variante na amostra utilizada no teste (sangue, swab oral ou saliva), o resultado será conferido em amostra de unha para confirmação de variante em linhagem germinativa. Outra questão que adiciona complexidade é o grande número de variantes genéticas que estão associadas a NMPG. Muitas famílias têm mutações únicas nos genes de interesse. Se ainda não foram relatadas na literatura são consideradas variantes de significado indeterminado (VUS) e não podem ser catalogadas como patogênicas. Por outro lado, se já foram descritas em doença semelhante, podem estar relacionadas, mas essa interpretação deve ser cuidadosa. Famílias que não apresentam alterações detectadas pelo SNG podem se beneficiar de estudo do exoma. O diagnóstico de neoplasia mieloide que surge a partir de mutação germinativa é importante para a conduta clínica adequada, tanto para a escolha apropriada de doador para transplante de células tronco hematopoéticas (TCTH) como para o monitoramento a longo prazo. Os pacientes que ainda não desenvolveram a neoplasia, mas tiveram o diagnóstico firmado a partir de disfunção orgânica devem ser submetidos a vigilância periódica.

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (21) 2266-8989

Preços e Pagamento Particular

A Clínica Felippe Mattoso oferece parcelamento em até 10x sem juros (parcela mínima de R$ 50,00).

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: 

(21) 2266-8989