Painel para Duchenne, NGS, Vários Materiais

Outros nomes:

Painel NGS Distrofia muscular de Duchenne

Mutações para Distrofia muscular de Duchenne

Sequenciamento Distrofia muscular de Duchenne

Orientações necessárias

Este exame é realizado somente com solicitação médica. - Menores de 18 anos devem estar acompanhados de um adulto responsável para a realização do exame. - O cliente deve entregar no dia da coleta o Questionário preenchido e assinado por ele (obrigatório) e pelo médico solicitante (recomendável, porém não obrigatório). - Esse Questionário pode ser retirado em qualquer unidade ou solicitado por e-mail para [email protected] (o e-mail será respondido em até 48h). - Caso não seja possível ter o Questionário preenchido pelo médico solicitante, o Fleury oferece de maneira OPCIONAL a consulta de aconselhamento genético, a fim de preencher o questionário e esclarecer eventuais dúvidas do exame. -Este exame não necessita de agendamento prévio ou qualquer tipo de preparo. - Para saber sobre estes exames e como realizar, acesse www.fleurygenomica.com.br. Restrições: Amostra de sangue: não necessário jejum Amostra de saliva: Nos 30 minutos anteriores a coleta da saliva, não beber, comer, fumar, mascar chicletes, escovar os dentes ou inserir qualquer objeto na boca. Amostra de swab: Nos 30 minutos anteriores a coleta da saliva, não beber, comer, fumar, mascar chicletes, escovar os dentes ou inserir qualquer objeto na boca.

Processamento e adequação da amostra

Não manipular - Se amostra colhida em EDTA, enviar o material refrigerado para setor de Métodos Moleculares acompanhado do Questionário original preenchido; - Se a amostra colhida for saliva ou swab, enviar o material em temperatura ambiente para setor de Métodos Moleculares acompanhado do Questionário original preenchido; - Rejeitar amostras de sangue colhidas em tubo com heparina ou qualquer tubo que não esteja de acordo com o solicitado no procedimento de coleta; Estabilidade da amostra de sangue: Temperatura ambiente: 72 horas; Refrigerada (2-8 ºC): 5 dias; Congelada (-20 ºC): não aceitável. Estabilidade da amostra de saliva ou swab: Temperatura ambiente: 30 dias Refrigerada (2-8ºC): não aceitável Congelada (-20ºC): não aceitável

Método

Sequenciamento completo (NGS - sequenciamento de nova geração) de todas as regiões codificantes e regiões flanqueadoras adjacentes aos exons do gene DMD. Este ensaio permite a identificação de variantes de nucleotídeo único (SNVs), pequenas inserções e deleções (INDELS), bem como variações no número de cópias (CNVs) que compreendam três ou mais exons dos genes estudados.

Valor de referência

O resultado será acompanhado de um relatório interpretativo

Interpretação e comentários

As distrofinopatias incluem um espectro de doenças musculares causadas por mutações patogênicas no gene DMD, que codificam a proteína distrofina. Este espectro apresenta desde formas leves ou assintomáticas com aumento dos níveis séricos de CK e cãibras musculares com mioglobinúria, até formas graves como a distrofia muscular progressiva do tipo Duchenne/Becker (músculo esquelético é primariamente afetado) ou a cardiomiopatia dilatada associada ao DMD (coração é primariamente afetado). A displasia muscular de Duchenne tem o início dos sintomas na infância com atraso de marcos motores, incluindo atraso para sentar e ficar em pé sem apoio, fraqueza muscular proximal com dificuldade de marcha e para subir degraus. Trata-se de doença rapidamente progressiva, levando os pacientes à dependência de cadeira de rodas por volta dos 13 anos. Cardiomiopatia ocorre após os 18 anos. Poucos indivíduos sobrevivem além da 3a década de vida, perecendo por complicações respiratórias e cardíacas. Já, a distrofia muscular do tipo Becker, é caracterizada por fraqueza muscular de início tardio, sendo que alguns indivíduos permanecem ambulatórios até os 20 anos. Apesar do envolvimento muscular esquelético mais leve, a cardiomiopatia dilatada é uma causa comum de morbidade e a principal causa de morte. Pacientes do sexo feminino com mutações patogênicas em heterozigose no gene DMD, apresentam risco aumentado para cardiomiopatia dilatada. O gene DMD, ligado ao cromossomo X, é o responsável pelas distrofias musculares de Duchenne/Becker e pela cardiomiopatia dilatada relacionada ao DMD. Deleções de um ou mais exons são 60%-70% das mutações patogênicas encontradas em indivíduos com Duchenne ou Becker. Duplicações in frame ou out-of-frame são responsáveis por 5-10% das mutações patogênicas e são mais comuns na distrofia de Becker. Variantes de nucleotídeo único (SNVs), pequenas deleções ou duplicações e mutações em sítio de splicing ocorrem em 25-35% das mutações patogênicas em pacientes com Duchenne e em 10-20% dos pacientes com Becker.

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (21) 2266-8989

Preços e Pagamento Particular

A Clínica Felippe Mattoso oferece parcelamento em até 10x sem juros (parcela mínima de R$ 50,00).

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: 

(21) 2266-8989