Peptídeo C, soro

Outros nomes:

C, Peptídeo

Diabetes, Peptídeo C

Hipoglicemia factícia, Peptídeo C

Pancreas, Peptideo C

Peptídeo C, Dosagem

Peptídio C, dosagem

Processamento e adequação da amostra

- Receber a amostra em embalagem REF e mantê-la nesta condição até a manipulação. - Aguardar 30 minutos; - Centrifugar a 2739 g por 10 minutos a 4 ºC; - Enviar à seção, refrigerado. Estabilidade da amostra: Temperatura ambiente: não aceitável; Refrigerada (2-8 ºC): 7 dias; Congelada (-20 ºC): 3 meses.

Método

- Ensaio eletroquimioluminométrico

Valor de referência

- 1,1 a 4,4 ng/mL

Interpretação e comentários

- O peptídeo C consiste no fragmento liberado quando a proinsulina sofre clivagem, dando origem à insulina. As células beta o secretam em concentrações eqüimolares com a insulina. Assim, esta dosagem tem utilidade na determinação da reserva de insulina endógena. Isso porque o peptídeo C serve como marcador de reserva funcional de células beta em pessoas nas quais a dosagem de insulina fica prejudicada pelo uso de insulina exógena, com conseqüente aparecimento de anticorpos endógenos e no diagnóstico da hipoglicemia factícia, na qual o peptídeo C é caracteristicamente indetectável. Níveis elevados de peptídeo C concomitantes com hipoglicemia podem ser encontrados em casos de insulinoma.

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (21) 2266-8989

Preços e Pagamento Particular

A Clínica Felippe Mattoso oferece parcelamento em até 10x sem juros (parcela mínima de R$ 50,00).

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: 

(21) 2266-8989