Urina, Exame de, contagem automatizada, Vários Materiais

Outros nomes:

Urina Tipo 1, sem especificação de jato

Orientações necessárias

- Recomenda-se coletar, preferencialmente, a primeira urina da manhã. Se isso não for possível, o cliente deve ficar duas horas sem urinar antes de colher a amostra. - Este exame não tem especificação do jato da urina e está indicado para menores de 3 anos, para clientes em uso de sonda e, eventualmente, para idosos. - Para coleta de urina com sonda de alívio, é necessária solicitação médica especificando a coleta com sonda. - O cliente não pode fazer uso de contraste radiológico nas 48 horas que antecedem o exame. - A coleta de urina não deve ser feita imediatamente após a prática de exercício físico vigoroso, mesmo do teste ergométrico, pois essa situação pode causar proteinúria. - No caso de atendimento domiciliar de pessoas que utilizam sonda uretral/vesical de demora, o dispositivo (clamp da extensão da sonda) precisa ser fechado uma hora antes do horário previsto para a coleta. Importante - O cliente deve retirar, na unidade, o frasco adequado para a coleta do material e a folha de instruções. Atenção: Para clientes que utilizam fralda, a coleta dever ser obrigatoriamente na unidade. - Caso a coleta se destine tanto ao exame de cultura quanto ao de urina tipo I, é necessário seguir as orientações para a realização da cultura de urina e recomendação que não pode ter feito uso de contraste radiológico nas 48hs antes que antecedem o exame. - Para clientes com ultra-som de abdome total ou pelve marcado no mesmo dia do exame de urina tipo I ou cultura de urina, são necessárias quatro horas sem urinar antes do exame. Para material colhido fora da unidade: - O material pode ser entregue em até duas horas após a coleta, se mantido em temperatura ambiente, ou em até 24 horas, se refrigerado. - Contudo, caso haja amostra para cultura juntamente com urina tipo I, os frascos devem ser encaminhados a unidade em até 30 minutos, se estiverem em temperatura ambiente, ou em até 24 horas, se estiverem sob refrigeração.

Processamento e adequação da amostra

- Enviar a urina em um tubo cônico plástico descartável à seção, na parte de baixo da caixa de malote refrigerado com controle de temperatura. - Volume ideal alíquota para envio : 10 ml em tubo cônico quando possível. ATENÇÃO - Unidades fora de São Paulo -- Enviar os tubos refrigerados (2-8 °C) - Enviar os tubos envoltos em papel alumínio para evitar a degradação da bilirrubina pela luz - Critérios de rejeição: -- Cliente menstruada que não colheu material com tampão vaginal em mesa ginecológica -- Contaminação visível na urina como: fecal, talco, pomada e outras. -- Urina colhida em frascos diferentes dos fornecidos pela unidade ou adquiridos em farmácia (coletor universal). -- Volume abaixo de 4mL -- Urina fora da estabilidade: Estabilidade da amostra: Temperatura ambiente: 2 horas; Refrigerada (2-8 ºC): 24 horas; Congelada (-20 ºC): não aceitável.

Método

- Análise bioquímica realizada com tiras reagentes e estudo do sedimento por microscopia com contraste de fase.

Valor de referência

- Proteínas: inferior a 0,1 g/L. - Glicose: inferior a 0,3 g/L. - Corpos cetônicos: negativo. - Bilirrubina: negativo. negativo - Urobilinogênio: inferior a 1 mg/dL. - Nitrito: negativo. - Densidade: de 1.010 a 1.030. - pH: de 5,0 a 8,0. - Aspecto: límpido. - Pesquisa de elementos figurados: - Sedimento: homens, até 20.000 leucócitos por mL; até 10.000 eritrócitos por mL; raros cilindros hialinos; mulheres, até 30.000 leucócitos por mL; até 12.000 eritrócitos por mL; raros cilindros hialinos.

Interpretação e comentários

- A urina da manhã, em geral, é concentrada (densidade >1,025) e ácida (pH < 6,5). Seu teor de proteínas é negativo, ou inferior a 0,1 g/L, e a glicose, os corpos cetônicos e a bilirrubina estão ausentes. A glicosúria ocorre quando há hiperglicemia ou redução da capacidade reabsorção do túbulo proximal. Encontra-se a cetonúria em descompensação diabética cetoacidótica, após jejum prolongado ou em dieta cetogênica. Já a presença de bilirrubina denota aumento, no plasma, da fração conjugada hidrossolúvel. O urobilinogênio normalmente está presente até 1 mg/dL, mas fica reduzido ou não pode não ser detectado nas obstruções biliares, aumentando, por outro lado, nas hemólises e em algumas hepatites. - A elevação de leucócitos sugere processo inflamatório localizado em qualquer ponto do trato urinário, do glomérulo à uretra, podendo ser de causa infecciosa ou ter outra natureza. Encontra-se leucocitúria com urocultura negativa em glomerulonefrites proliferativas, nefrites tubulointersticiais, nefrolitíase, rejeição de enxerto renal, quadros febris na infância, infecção por clamídia ou tuberculose. Quando há hematúria, pode ser feita a pesquisa de dismorfismo eritrocitário a pedido médico, caracterizado pela presença de acantócitos e/ou codócitos. - Hematúrias glomerulares apresentam-se com dismorfismo, enquanto as não glomerulares não evidenciam essa característica. A sensibilidade e a especificidade diagnósticas da presente pesquisa estão entre 95% e 98%.Vale salientar que o encontro de cristais de cistina faz o diagnóstico de cistinúria, porém este exame tem baixa sensibilidade para tal investigação (de 40% a 50%).

Cobertura de convênios

Para informações sobre cobertura de convênio, consulte nossa página de Convênios ou ligue para nossa Central de Atendimento pelo telefone: (21) 2266-8989

Preços e Pagamento Particular

A Clínica Felippe Mattoso oferece parcelamento em até 10x sem juros (parcela mínima de R$ 50,00).

Não possui cadastro? Cadastre-se já!

Entre em contato com a nossa Central de Atendimento e agende seu exame: 

(21) 2266-8989